Ainda a «disputa dos historiadores», versão portuguesa

Manuel Loff

Os ataques pessoais a Manuel Loff continuam. Se o lobby dos conservadores de direita é por demais evidente e poderoso, não deixa de ser estranho o silêncio de historiadores e outros intelectuais situados à esquerda. O «abandono» de Loff à sanha conservadora dá que pensar. A renúncia intelectual da esquerda é um profundo sintoma da sua desorientação ideológica.

Durante a disputa dos historiadores alemães, Michael Stürmer, historiador conservador de direita e tomando posição na contenda entre Nolte e Habermas ao lado de Nolte, constatava: «Ganha o futuro quem preencher a memória, criar os conceitos e interpretar o passado.» A esquerda, até hoje, ainda não compreendeu isto verdadeiramente.

Advertisements

Uma resposta a Ainda a «disputa dos historiadores», versão portuguesa

  1. edgar diz:

    “Repetir evidências passou a ser uma necessidade no combate à alienação das grandes maiorias, confundidas e manipuladas pelos responsáveis da crise de civilização que atinge a humanidade.
    Talvez nunca antes a insistência em iluminar o óbvio oculto tenha sido tão importante e urgente porque a falsificação da História e a manipulação das massas empurra a humanidade para o abismo.”
    Miguel Urbano Rodrigues

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: