O Bluff de Ackermann & Companhia

Josef Ackermann e Angela Merkel

O FAZ cita uma frase muito interessante da «reacção dos círculos bancários» à solução ontem encontrada em Bruxelas: «Não podemos deixar de estar satisfeitos com a solução, afinal Josef Ackermann também se senta à mesa.» Afinal a participação do sector privado na «ajuda» à Grécia é conversa da treta. J. Ackermann, chefe do Deutsche Bank foi um dos conselheiros de Merkel na cimeira de Bruxelas, tendo estado presente na mesa de negociações. Uma leitura atenta da proposta do IFF (Associação de Bancos) mostra como a sua «participação voluntária» na «ajuda» à Grécia não passa de um excelente bluff: é só ler as quatro formas que os bancos têm de se separar dos títulos de dívida gregos. Todas excelentes negócios. Mas por cá o Público fala de «revolução nos mecanismos de ajuda»! Vejam só como de «uma assentada», Coelho dixit, se fazem revoluções em Bruxelas!

Junker & Ackermann/AFP/FAZ

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: