Começa mal, muito mal o superano eleitoral para Merkel

HamburgoNas eleições em Hamburgo desenha-se uma derrota histórica para o CDU de Angela Merkel. Pouco mais de 20%! E o seu parceiro de coligação em Berlim, o FDP, com 6% assegurou a entrada no Parlamento. O SPD à beira da maioria absoluta (48%), ligeira subida de os Verdes para 11% e o Die Linke com cerca de 7%. Depois de o seu candidato para o BCE, Axel Weber, ter sido obrigado a retirar a sua candidatura, Angela Merkel vê o seu partido obter o pior resultado de sempre na cidade-estado. De fortes tradições sociais-democratas, Hamburgo virou as costas ao SPD há 17 anos e os sociais-democratas foram somando derrotas atrás de derrotas. Se é certo que o SPD beneficiou em primeiro lugar do estado comatoso da CDU (perdeu mais de 22%) em Hamburgo, também é um facto que a inflexão do discurso para as questões da justiça social tiveram importância nestes resultados. Interessante também será analisar as transformações que a nova lei eleitoral trará para a constituição do Parlamento e vida interna dos partidos. Para já os vinte votos a que cada eleitor tem direito  ainda  causa grandes dificuldades a cerca de metade dos eleitores.

O abandono da Agenda 2010 de Schroeder é condição necessária para a recuperação e consolidação dos sociais-democratas. As eleições de Hamburgo talvez venham a ser o princípio do fim da agenda neoliberal pura e dura do Governo de Merkel.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: