A grande incógnita de 27 de Setembro

A grande incógnita das próximas eleições é saber se o eleitorado considera ser já possível uma mudança de política ou só na próxima legislatura. As sondagens apontam nesse sentido ao manter-se constante um reforço das previsões  de voto na CDU e no BE. Contudo, o reforço dos partidos à esquerda do PS não será suficiente, pois, ao contrário do que afirma Louça, não haverá condições para uma alteração de política sem o PS. A questão será saber se só uma coligação da direita permitirá a renovação do PS ou, em função dos resultados à sua esquerda, o PS consegue mudar a sua direcção. Um Governo do “centrão” (ou PS/CDS) prejudicaria a médio e a longo prazo o PS e significaria a continuação da política neoliberal seguida nos últimos 4 anos (não esqueçamos a convergência do PSD e do CDS com a maioria da legislação proposta pelo Governo), com graves consequências para as condições de vida da maioria da população. O “soberano” decidirá se é necessário enviar o PS para os duros bancos da oposição para que este possa começar a reflectir sobre os conteúdos políticos de uma alternativa de esquerda.

Anúncios

One Response to A grande incógnita de 27 de Setembro

  1. […] de novo a cadeira de S. Bento. O PS de Sócrates é, portanto, parte do problema e a orientação deve ser o reforço dos partidos à esquerda do PS. Actualmente uma aliança de esquerda fracassa, não no “radicalismo” do PCP e BE, mas sim no PS […]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: