Herbert von Karajan

Gerhard Richter, Tio Rudi, óleo s/tela, 87×50, 1965.

Gerhard Richter, Tio Rudi, óleo s/tela, 1965Em 1954, depois da morte de Wilhelm Furtwaengler,  Herbert von Karajan assumiu a, há muito desejada, direcção da Orquestra Filarmónica de Berlim. Membro, a seu pedido, do Partido Nazi desde 1933, Karajan é para uns o génio musical do século XX, para outros um possesso pelo poder que, como nenhum outro soube utilizar a sua presença nos media e colocar a música ao seu serviço. Um documentário recente conta como dormia sempre com um revólver carregado na mesinha de cabeceira. Morreu, faz hoje 20 anos, zangado com a orquestra que dirigiu durante mais 3 decénios. O maior maestro do século XX? Há quem pense que sim. Normalmente aqueles que silenciam a sua militância no NSDAP e  a questão da responsabilidade do artista no nazismo. Como com Leni Riefenstahl.

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: